O sofrimento deve ser para crescimento, nunca para fuga

E Moisés disse: Agora me virarei para lá, e verei esta grande visão, porque a sarça não se queima. E vendo o Senhor que se virava para ver, bradou Deus a ele do meio da sarça, e disse: Moisés, Moisés. Respondeu ele: Eis-me aqui.
E disse: Não te chegues para cá; tira os sapatos de teus pés; porque o lugar em que tu estás é terra santa.

Disse mais: Eu sou o Deus de teu pai, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó. E Moisés encobriu o seu rosto, porque temeu olhar para Deus. E disse o Senhor: Tenho visto atentamente a aflição do meu povo, que está no Egito, e tenho ouvido o seu clamor por causa dos seus exatores, porque conheci as suas dores. Portanto desci para livrá-lo da mão dos egípcios, e para fazê-lo subir daquela terra, a uma terra boa e larga, a uma terra que mana leite e mel; ao lugar do cananeu, e do heteu, e do amorreu, e do perizeu, e do heveu, e do jebuseu.
E agora, eis que o clamor dos filhos de Israel é vindo a mim, e também tenho visto a opressão com que os egípcios os oprimem. 
Êxodo 3:3-9

Deus vê, ouve e conhece. A palavra conhecer o sofrimento quer dizer: “Eu sei o que eles sentem, o que eles passam, eu sei como é que eles estão padecendo nesse momento”. Você pode ver um sofrimento, ouvir e não sentir empatia nenhuma. Você não sabe o que a pessoa está passando, você não tem identidade com o sofrimento dela e no texto Moisés tem uma visão de uma sarça que arde. Naquela sarça tem a presença do Senhor, ele chega perto e começa a ser atraído pelo fenômeno físico, mas de repente, escuta uma voz e nesse momento Deus fala com ele e aí ele sabe que a presença de Deus estava lá. Naquele momento o Senhor comunica a ele três coisas: eu vi o sofrimento do meu povo, ouvi o seu clamor e conheço a sua aflição.

Muitas pessoas acham que Deus tem tanta coisa para fazer que será que Ele vê cada situação, cada aflição? Será que Deus sente o sofrimento de uma forma pessoal, de uma forma íntima? Muitas pessoas acham que Deus está no céu e as pessoas na Terra, simples assim e com isso, se viram da maneira que podem, cada um se salva, mas não é assim que funcionam as coisas.  O Evangelho nos ensina que existe um Deus que interage com o homem. Existe um Deus que intervém em nossas histórias. O sofrimento é motivação ou indignação? A gente sofre, é inevitável, mas como você vai lidar com o seu sofrimento que é a resposta. Todo mundo sofre na vida, uns sofrem mais, outros menos. Uns sofrem nas doenças, outros nas finanças, outros sofrem nas famílias, não tem como. O sofrimento é inerente ao ser humano.

Em Eclesiastes vemos que sempre tem alguém acima de alguém. Que oprime alguém. Se você tem alguém que é o seu opressor, pode ter certeza que tem alguém oprimindo ele. Não existe topo na pirâmide,  a vida humana tem essa configuração, até porque o mal está presente no planeta e o mal atinge a todos. Não existe ninguém isento do mal, a não ser pelo nome do Senhor Jesus. Se você estiver debaixo do sangue de Jesus o mal não te atinge, porque a única proteção contra o mal é o nome santo de Jesus.

Lembre-se que Moisés era hebreu, mas era filho de criação de Faraó, e quando ele fugiu do Egito, por um acidente que morreu uma pessoa, em uma situação impensada. Moisés  se sentiu ferido por Deus e fugiu. Mas não deixe o seu sofrimento deixar você fugir. O sofrimento deve ser para crescimento, nunca para fuga.

Eu conheço pessoas que sofrem e começam a se enclausurar, e a depressão é o grito maior  em que o ser humano pode dar pra fugir do sofrimento. A depressão é um truque da mente para que a pessoa possa entrar num casulo e não queira saber de nada. Mas você não vai fugir, você vai vencer. Vencedores não são desertores, vencedores têm coragem e vitória.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *