5 PASSOS PARA SE LIVRAR DO PECADO

Há cinco passos que devemos tomar, com o objetivo de nos livrarmos de tudo que constitui pecado em nossas vidas.
Precisamos aceitar o que o Espírito Santo está falando conosco. Uma das características do pecado em nossas vidas é o engano. Geralmente, quando alguma coisa está nos dominando, não percebemos que aquilo é realmente pecado. O Espírito nos mostra que nossa atitude nos separa de Deus, constitui algo errado em nossas vidas, em nosso andar com o Senhor. O próprio pecado coloca uma capa em nós. É como uma droga: quando alguém usa, se toma dependente; e assim é com o pecado, ele traz conseqüências. E a conseqüência é a cegueira. Não somos capazes de perceber que ele está ali. O coração busca muitas desculpas, e nós nos escondemos atrás delas. Devemos aceitar o convencimento do Espírito. Quando descobrimos que dentro de nós há alguma coisa que não anda bem, precisamos pedir a Deus que nos dê arrependimento. Não podemos nos arrepender por nós mesmos, e por isso devemos clamar: “Senhor, ajuda-nos a sentir a contrição pelo pecado”. Não basta apenas sabermos que há um pecadinho em nossas vidas, como se fosse algo simples. Isto não é arrependimento. O verdadeiro arrependimento nos leva ao chão, nos leva a clamar; o arrependimento traz desespero, guerra, luta com Deus, um desejo de libertação. Este é o terceiro passo do processo. Precisamos falar com Deus: “Pai, perdoa-nos, erramos e fizemos o que não era agradável aos Teus olhos”. Não podemos “enrolar” o Espírito Santo, nem a Deus ou aos outros. Temos de admitir que erramos e nos afastarmos do pecado, e fazer restituição se necessário for. Tomar medidas práticas para afastar o pecado Nós conhecemos de alguma maneira aquilo que constitui pecado. Então devemos cortar aquele caminho, não passar por lá; fazer como José, correr do pecado. Façamos alguma coisa que nos afaste do que nos induz àqueles hábitos, àqueles costumes errados. Ser cheio do Espírito Santo o quinto e último passo é nos enchermos do Espírito, isto é, adorar em espírito, clamar, falar em línguas, etc. Precisamos ter pelo menos uma hora de oração por dia. Ninguém consegue vencer o pecado sem ter um tempo de comunhão com Deus; só assim não ficaremos fracos diante do pecado. Alguém disse que se pegarmos o livro e soltarmos, ele cairá; e por que cairá? Porque está sujeito a uma lei chamada “Lei da Gravidade”. Todos os corpos a uma certa distância são atraídos para o seu centro da Terra, com uma determinada força chamada peso, que vem da gravidade. Mas, se em lugar do livro fosse um pássaro e o soltássemos, o que iria acontecer? Ele bateria as asas e voaria. Por que? Porque há vida nele. Já com o livro, existe uma força mais forte, a gravidade, que o leva para baixo. Se o pecado está sempre puxando para baixo, é necessário que uma outra força, aquela que vem de Deus, nos puxe para cima e, assim, possamos romper o poder do pecado em nossas vidas. Agora, vamos meditar sobre isto: A vida de Deus está fluindo em nós, temos dado tempo para oração, para comunhão com Deus, para sermos cheios do Espírito Santo. Se dedicarmos tempo para a oração e para lermos a Bíblia seremos cheios de Deus e isto nos libertará do poder do pecado…. por isso celebramos a festa, não com o velho fermento nem com fermento da maldade e da malícia, e sim com os asmos da sinceridade e da verdade. Já em carta vos escrevi que não vos associásseis com os impuros; refiro-me com isso não propriamente aos impuros deste mundo, ou aos avarentos, ou roubadores ou idólatras, pois neste caso teríeis que sair do mundo. Mas agora vos escrevo que não vos associeis com alguém que, dizendo-se irmão, for impuro ou idólatra, ou maldizente, for beberrão, ou roubador; com esse tal nem comais…” (I Co. 5:8-11). Não devemos andar em concupiscências. Precisamos travar uma luta contra a iniqüidade, travar uma guerra em favor da pureza em nossas vidas. Se sua vida não está em harmonia com a Palavra, querido irmão, trave uma guerra diante de Deus pela santidade. Clame a Deus, peça o toque da sua graça sobre você, para que seja transformado. Vamos tratar com o pecado dentro de nós. Sete dias comereis pães asmos. Logo ao primeiro dia tirareis o fermento de vossas casas, pois qualquer que comer cousa levedada, desde o primeiro dia até o sétimo dia, essa pessoa será eliminada de Israel” (Ex. 12:15). A ordem não foi só para não comer, mas também tirar o pão levedado de casa. É assim que devemos tratar com o pecado. Se deixarmos alguma coisa que é pecado perto de nós, vamos ser tentados. Por isso a Bíblia diz: Tirem o pão levedado para fora das vossas casas, tirem tudo aquilo que constitui pecado, para não serem tentados. Podemos ver que isto é algo muito prático. Precisamos tirar de perto de nós aquilo que, de alguma forma, é um laço. Se deixarmos um laço por perto, certamente vamos pisar nele. A Bíblia é muito clara, e diz para tirarmos de nossas casas todas as coisas que nos induzem ao pecado: revistas impuras, fotonovelas, livros de bolso, etc. Coisas que só prestam para alimentar as mentes das crianças em nossas casas. Se uma criança cresce com gibis e livrinhos de bolso nas mãos, vendo televisão e alimentando sua mente de impurezas, podemos saber com certeza que tipo de caráter ela terá. Você pode até achar que tudo isso é muito natural, mas não é, estou ensinando sobre estas coisas, não porque sou pregador exagerado. Cresci lendo pilhas e pilhas de livrinhos de faroeste até o dia em que aquilo produziu em mim uma naturalidade para aquelas coisas. O resultado foi drástico. Uma criança que brinca com fogo se queima, e eu me queimei, e o resultado foi terrível, alguém pagou por aquilo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *