A chave que aciona o milagre é a fé

Esse é um princípio esclarecedor: quem recebe milagres não é quem procura, mas quem semeia, pois o universo não responde à nossa necessidade, o universo responde à nossa semente. As pessoas acham que por terem necessidades, estão qualificadas para receber o milagre. Quantos leprosos existiam na época de Naamã? Vários, mas só ele foi curado por Eliseu. Quantas viúvas existiram na época de Elias? Somente uma foi favorecida. É a fé, e não a necessidade, que move a mão de Deus.

A necessidade não deve ser um fim em si mesma. Muitas vezes ela é um instrumento para quebrantar o coração do homem. E há casos em que somente a necessidade consegue quebrantar nossos corações e derramar nossas lágrimas. E corações quebrantados e lágrimas derramadas acionam a nossa fé, que é o que liberta a ação de Deus em nossa causa.

Os milagres na Bíblia não aconteceram devido às necessidades das pessoas, elas aconteceram com pessoas necessitadas, porém revestidas de fé. É a fé, e não a necessidade, a chave que aciona o milagre. É inevitável que tenhamos crises em nossas vidas, mas é indispensável que tenhamos uma postura correta em relação à isso. Devemos guardar nosso coração, não nos amargurar, conviver com nossas necessidades e acreditar que um milagre pode mudar a nossa história. Uma vez ouvi uma frase que gostei muito: “Nossa batalha, a gente vence é de joelho”. Nós vencemos nossas crises, quando nos ajoelhamos para Deus e procuramos n’Ele o nosso refúgio e a solução.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *