Bispo Robson Rodovalho fala sobre física quântica

Em entrevista ao portal Fé em Jesus, o escritor, bispo, professor e cantor fala sobre o emblemático  livro Ciência e Fé 

Com a grande repercussão de seu último livro “Ciência e Fé”, onde o Bispo Rodovalho disserta magistralmente ao traçar um paralelo entre os dois temas, e mostra como eles se entrelaçam, interagem e como fazem parte, intrinsecamente, um do outro. Nessa entrevista exclusiva ele esmiuça e detalha esses conceitos. Confira.

materia-entrevista-bp-robson-rodovalhoFJ: Bispo Rodovalho, esclareça o que é física quântica?

É a física que estuda o mundo das partículas subatômicas, o mundo de coisas muito pequenas, abaixo da dimensão do átomo. É uma física relativamente moderna, porque passou a ser estudada no início do século passado. Sucedeu a chamada Física Clássica ou Newtoniana.

Ela é importante porque traz postulados paradoxais, ou seja, contrários ao senso comum de nossos sentidos. A física quântica aponta para uma realidade bastante diferente de tudo que a ciência anterior havia trazido ou demonstrado. Mostrou um mundo, um universo de incertezas. Suas propriedades foram desenvolvidas e posteriormente foram experimentadas e comprovadas, trazendo conclusões bombásticas do ponto de vista do senso comum da humanidade. A quântica desestabilizou aquela assertividade que os cientistas, e até mesmo o homem comum, tinham sobre o mundo material. Por natureza e pelo senso do óbvio, acreditamos muito no senso comum de nossas percepções do mundo material. E, quando adentramos o mundo quântico, descobrimos que a verdadeira realidade é incerta, que aponta apenas para probabilidades e para um universo indeterminado em sua essência, e não uma situação plenamente determinada como pensávamos.

FJ: De que maneira a física quântica explica o encontro entre a espiritualidade e o mundo material?

Entendo que a Física Quântica traz a comprovação científica sobre o funcionamento da espiritualidade e da fé, exatamente pela essência de suas propriedades. Se você estuda as propriedades da física quântica, conclui que, naquele mundo, o funcionamento das partículas subatômicas é semelhante à dinâmica da fé, ao aspecto espiritual da existência humana. Por exemplo: quando Jesus fala que se tivermos fé removeremos uma montanha, qualquer leitor que analise de forma literal está afirmação de Jesus Cristo vai pensar que isso é um exagero, pois remover uma montanha seria impossível do ponto de vista da Física Clássica. Você apenas removeria uma montanha se aplicasse uma força externa sobre ela capaz de removê-la. Não existe possibilidade de fé remover nem montanhas, nem obstáculos ou qualquer tipo de partículas materiais sob esta perspectiva. Já a Física Quântica mostra que existem, sim, probabilidades de montanhas serem removidas, de pedras saltarem de dentro para fora de uma caixa sem nenhuma força atuar sobre elas, de uma bola entrar numa parede após inúmeros lançamentos. E essas probabilidades que a Quântica aponta possuem comprovações matemáticas com um grau de confiabilidade muito alta.

Quando você descobre as propriedades da Física Quântica, descobre que a linguagem que Jesus usou não é absurda, mas possível do ponto de vista quântico. Outra coisa muito importante é que a Quântica, por meio da propriedade do entrelaçamento, mostra que existe um emaranhamento no universo como um todo. A informação está disponível não apenas para uma partícula em especial, mas também para as outras partículas que estavam juntamente associadas a ela, independentemente dos fatores espaço e tempo, independentemente até mesmo de sinais de comunicação.

Essas propriedades parecem mostrar a forma como a espiritualidade funciona, por exemplo, quando oramos aqui e a pessoa é curada do outro lado do mundo. Existe uma comunicação, um campo que transmite energia, e esta oração pode tocar outra pessoa, mesmo que distante. Esta é uma propriedade lógica, precisa, estudada e comprovada da física quântica.

Outra maneira de abordar isso é entender que a forma de funcionamento do universo não é do macro para o micro, mas o inverso. É do subatômico para o macro. Quem sustenta a matéria em sua dimensão macro são substâncias formadas por moléculas e átomos, que são formadas por estas partículas. São essas partículas que dão sustentação e formação aos seus átomos, que dão sustentação e formação às moléculas, que dão formação aos tecidos e materiais e aos produtos, que por sua vez formam a matéria que modula o nosso mundo material.

A física quântica realmente explica o funcionamento do mundo espiritual em suas variáveis, desde a oração, a forma com que o pensamento, as intenções, os desejos, emitem ondas eletromagnéticas capazes de mover a matéria.

Nós estamos às portas da Copa do Mundo no Brasil, cujo compromisso é que um paraplégico dê um chute na bola na partida inaugural, movendo seus pés pela força do pensamento. Hoje nós já sabemos, por experiências recentes, que símios conseguem mover um mouse de computador pelo poder do pensamento. Isso significa que existe comunicação pelas ondas cerebrais dos seres vivos capaz de por a matéria em movimento, fazendo a locomoção de partículas. Isso não é outra coisa senão o mesmo princípio relacionado à fé que entra em ação.

FJ: Por que os cientistas demoraram tanto para descobrir esse segmento da física?

A Física Quântica foi uma evolução natural da ciência. Primeiro se chegou aos postulados da Física Clássica, com as chamadas Leis de Newton, ao eletromagnetismo, com as Leis de Maxwell. Nós entendemos a termodinâmica e a velocidade das moléculas. E, quando todos esses ramos da física se entrelaçavam, havia perguntas que não tinham respostas. Uma delas era referente à composição da luz e de como ela era formada, o conceito da energia, ou seja, a própria visão da física quanto à energia e à matéria.

Enquanto a Física Clássica entendia que havia uma dicotomia entre energia e matéria, a Quântica vislumbrou, pela própria descoberta de Einstein da equação da energia e da velocidade da luz, que energia e matéria se entrelaçavam, (E = M. C2 ao quadrado). Dessa equação se conclui que a massa também é uma forma de energia. Foi uma evolução, quando Planck estudando a radiação dos corpos negros, percebeu que eles radiavam em frequências sujeitas a uma constante independente da cor, do espectro que estavam emitindo. Essas perguntas intrigantes levaram aos conceitos básicos da Física Quântica, especialmente passando pelo conceito dos quanta de energia e de luz. Tais contribuições de Einstein e Planck trouxeram essa evolução. Claro que essas conclusões, e outras a posteriori desses princípios da quântica, aconteceram quando os cientistas foram concluindo que era mais absurdo ainda o universo que estava sendo vislumbrado pelas propriedades da Física Quântica. Ele era mais aterrorizante porque apontava para a incerteza, para o indeterminismo, totalmente contrário ao senso do determinismo e certezas que a Física Newtoniana trazia em suas equações. Lógico que houve muita polêmica e controvérsia, mas os experimentos comprovaram que a Física Quântica estava correta e que a Física Clássica só era verdadeira sob certas dimensões e condições.

FJ: A quântica também é capaz de explicar e ajudar a chegar ao sucesso? De que forma? E, ao contrário, consegue explicar as razões de uma pessoa fracassar na vida?

As questōes comportamentais, como sucesso, fracasso, felicidade, vitória, foram focadas pelas ciências comportamentais, como a psicologia, a sociologia, e outros ramos neuro- comportamentais, e concluíram que, uma vez que os postulados da física quântica estão corretos e apontam que a matéria pode receber influência de campos eletromagnéticos mentais, e uma pessoa que pensa positivamente, pensa pra cima, tem boa vontade, tem possibilidade de, vamos dizer, de atrair coisas boas, de movimentar o mundo físico a seu favor, por meio da meditação, da oração e da fé, e se isto for verdade, então, o contrário também parece estar correto. Assim, acho que são essas derivações da aplicação dos conceitos científicos da Física Quântica nas ciências comportamentais que têm sido exploradas. Essas conclusões são incipientes e ainda precisam de mais comprovações, mas podemos alinhar os conceitos científicos com comportamento humano.

Mas acho que não precisamos da ciência para saber que uma pessoa positiva, alegre, uma pessoa pra cima é uma pessoa feliz e que atrai energia boa pra si, enquanto a pessoa derrotista, deprimida atrai coisas negativas, ou acontecimentos negativos pra si. Portanto, nós estamos num momento onde têm sido feitas diversas experiências mostrando a influência do comportamento humano pelas suas ondas cerebrais, ondas emocionais positivas e negativas, como o medo, pânico, pavor, ira, raiva, explosões, e as suas consequências no DNA humano e também na formatação da energia de seu ambiente. A medicina recentemente se abriu definitivamente ao ramo da espiritualidade e a sua influência na cura dos pacientes. Isso se tornou mundialmente aceitável e comprovado, ou seja, nós estamos diante de um novo quadro social em que esses aspectos subjetivos e transcendentes, da espiritualidade, da religiosidade, da fé se tornam bastante importantes na convivência do homem e na formação do seu futuro e da sua felicidade.

1069238_615314891826856_14752207_nFJ: Como aprender e tirar o melhor que a quântica pode oferecer para nossas vidas?

A Quântica veio para ficar. Como ciência respeitada, ela comprovou ser verdadeira. Existem inúmeros experimentos que a tornaram cada vez mais robusta em seus argumentos. Hoje nós estamos começando a tirar proveito na tecnologia dos conceitos da mecânica quântica, como os raios laser, uma série de experimentos na medicina, na eletrônica, e temos a computação quântica começando a dar os primeiros sinais de que irá se estabelecer dentre de 10 ou 20 anos, e isso vai ser uma revolução por causa da velocidade dos computadores. Imagine um computador processando na velocidade do pensamento. E outras ciências já têm se alinhado aos novos postulados da Física Quântica, como vimos em relação às ciências comportamentais.

Além do Ciência e Fé – O Reencontro pela Física Quântica, tenho outro livro, chamado A Energia da Vida, em que mostro que as propriedades da Física Quântica podem também nos ensinar sobre gestão, podem trazer ensinamento sobre duas linhas de gestão: a linha clássica e a quântica – pessoas com perfis mais clássicos e pessoas com perfis mais quânticos tendem a ter um pensamento intuitivamente similar às propriedades da Física Clássica e da Quântica, e esse livro também está acessível a quem quiser se aprofundar no assunto.

FJ: Seu livro Ciência e Fé – O Reencontro pela Física Quântica ficou oito semanas na lista dos mais vendidos do país na categoria não ficção. A que o senhor atribui esse sucesso de vendas?

A sociedade atual é bastante espiritualizada. Estamos vivendo o apogeu do materialismo e da tecnologia, mas nossa gente tornou- se faminta pelos aspectos espirituais. Encontramos respostas para as questões materiais, mas não encontramos respostas pra as grandes perguntas de nossa existência, como “de onde viemos, para aonde vamos e qual o propósito de nossa existência neste mundo?”.

A Ciência, de modo geral, não consegue responder estas questōes. E aí entra a contribuição da espiritualidade e da religiosidade . E à medida que nossa sociedade é exposta a estas respostas, encontradas pela metafísica e pelos aspectos transcendentes da existência, o ser humano torna- se mais seguro e mais confiante em sua jornada existencial. É neste aspecto que o livro tem muito a contribuir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *