Dinheiro por si só não traz felicidade

A busca da fortuna tem sido o propósito de vida de muita gente. Os rabinos judaicos, por exemplo, chegavam a acreditar que a “morte era preferível à pobreza”. O rabino Samuel Bar Nahmani chegou a dizer o seguinte: “Há quatro pessoas mortas: o cego, o leproso, o estéril e o pobre. Os três primeiros vivem em sofrimento físico e moral, mas o quarto é como se não existisse”.

A garantia financeira para uma vida estável é hoje, mais do que nunca, o sonho de muita gente. E não temos como admitir que a vida sem dinheiro torna-se muito difícil, complicada e mais dolorosa. Mas, fazer dessa conquista a esperança para encontrar a felicidade é bem diferente. A felicidade não está somente nas riquezas. Pelo contrário, as riquezas podem se tornar o maior inimigo da felicidade.

Quantas penas e dores podem ser acrescentadas às pessoas pelo fato de adquirirem riquezas de forma injusta e desproporcional? Normalmente, riquezas alcançadas pelo preço da injustiça ou do sangue do inocente encontram asas e voam para longe de seu mentor. Não pense que, ao conquistar uma fortuna, você estará garantindo sua felicidade. Isso é ilusão! Fuja disto! O que mais temos visto em nossa sociedade são pais que ganham fortunas, mas perdem seus maiores bens: seus filhos.

Ouvi de um grande líder brasileiro a seguinte expressão: “Eu tinha tempo para falar com os poderosos, incluindo o Presidente da República, mas não tinha tempo para falar com os meus filhos. Chegou uma hora em que eu tive que escolher entre largar tudo e priorizar meu relacionamento com eles, ou eu me arrependeria para sempre. Hoje agradeço por ter tomado a decisão correta”.

Felicidade inclui uma vida próspera, mas o dinheiro por si só não traz a felicidade. Ele pode trazer a liberdade e o poder de tomar decisões, mas não pode comprar a liberdade da consciência, que é a base para uma vida feliz. Em Provérbios 11:28 diz que “ aquele que confia nas suas riquezas cairá, mas os justos reverdecerão como a folhagem”. Pense nisso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *