Estruturas do Velho Testamento

O que é a Bíblia? É o relato de diferentes avivamentos na história. É a “fotografia” de várias visitações de Deus no decorrer dos séculos. Um exemplo é o de Moisés quando recebeu as tábuas da lei. A Bíblia relata que “ao terceiro dia, ao amanhecer, houve trovões, relâmpagos, e uma nuvem espessa sobre o monte; e ouviu-se um sonido de buzina muito forte, de maneira que todo povo que estava no arraial saiu ao encontro de Deus e puseram-se ao pé do monte, Nisso, todo monte Sinai fumegava, porque o Senhor descera sobre ele em fogo; e a fumaça subiu como a fumaça de uma fornalha, e todo o monte tremia fortemente. E, crescendo o sonido da buzina cada vez mais, Moisés falava, e Deus lhe respondia por uma voz. E, tendo o Senhor descido sobre o monte Sinai, sobre o cume do monte, chamou Moisés ao cume do monte; e Moisés subiu.” (Êxodo 19:16-20)

Com toda essa manifestação sobrenatural, Deus trouxe a lei. Você poderia se perguntar? Isso é um avivamento? Sim, é claro que é. Quando a lei chegou foi uma visitação maravilhosa. Muitos de nós gostaríamos de estar lá. Entretanto, conforme os anos passaram, a lei começou a ficar maçante de se guardar. Ninguém tinha prazer, alegria e satisfação nela. Deus trouxe a visitação, mas depois esta visitação acabou, morreu e cristalizou-se.

Outra visitação sobrenatural de Deus ocorreu na construção do Tabernáculo. Deus disse: “E me farão um santuário, para que eu habite no meio deles.” (Êxodo 25:8) Após a construção do Tabernáculo, Deus desceu e o encheu com Sua glória. “Então a nuvem cobriu a tenda da revelão e a glória do Senhor encheu o tabernáculo; de maneira que Moisés não podia entrar na tenda da revelação, porquanto a nuvem repousava sobre ela, e a glória do Senhor enchia o tabernáculo. ” (Êxodo 40:34-35).

Foi uma visitação maravilhosa. Entretanto, séculos depois Deus deixou o tabernáculo.Quanto ouro! Quantas ofertas! Quanto sacrifício para construí-lo! Quanto coração voluntário para edificá-lo! Quanta coisa maravilhosa! Deus teve a coragem de deixar isso? Sim!. “Pelo que abandonou o tabernáculo em Siló, a tenda da Sua morada entre os homens.” (Salmos 78:60) Semelhantemente, o Templo que Salomão construiu foi visitado por Deus em sua geração. Foi um grande avivamento que alcançou a nação de Israel. Pela manifestação sobrenatural de Deus o povo se prostrou perante o Senhor.

“Tendo Salomão acabado de orar, desceu fogo do céu e consumiu o holocausto e os sacrifícios; e a glória do Senhor encheu a casa. E os sacerdotes não podiam entrar na casa do Senhor, porque a glória do Senhor tinha enchido a Sua casa. E todos os filhos de Israel, vendo descer o fogo, e a glória do Senhor sobre a casa, prostraram-se com o rosto em terra sobre o pavimento, adoraram ao Senhor e lhe deram graças, dizendo: Porque Ele é bom; porque a Sua benignidade dura para sempre.” (II Crônicas 7:1-3)

O Templo, símbolo da glória de Deus, foi construído. Então, Nabucodonosor, rei da Babilônia, o destruiu. Posteriormente, no tempo de Neemias, ele foi reconstruído. Houve muito empenho, amor, fé. Gastou-se muito dinheiro, tanto na construção como na reconstrução. Os anos passaram. Jesus Cristo veio a Terra. Uma nova visitação aconteceu. A estrutura passada já não servia mais.  “Ora, Jesus, tendo saído do templo, ia-se retirando, quando se aproximaram dele os seus discípulos, para lhe mostrarem o edifício do templo. Mas ele lhes disse: Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não se deixará aqui pedra sobre pedra que não seja derrubada.” (Mateus 24:1-2). Essa profecia de Cristo se cumpriu. O templo foi totalmente destruído. Mais uma estrutura que antes era nova, tornou-se obsoleta.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *