MOTIVOS QUE LEVAM UM CRISTÃO A SE ENVOLVER EM PECADOS PARTE 5

Após a libertação pelo do poder de Deus, que vem através da oração e ministração diante do Senhor, o próximo passo é manter essa libertação

“… no qual temos a redenção, pelo seu sangue, a remissão dos pecados, segundo a riqueza da sua graça” (Ef. 1:7). O terceiro elemento que queremos chamar atenção é a proteção do Corpo. Após alcançar a libertação pela ação do poder de Deus, que vem através da oração e ministração diante do Senhor, o próximo passo é manter essa libertação, e isto vem pela responsabilidade pessoal e pela proteção do Corpo da Igreja. No processo de manter a vitória e a libertação alcançada, a ação da Igreja é tremendamente importante. Normalmente Deus precisa colocar membros que apresentem certas fraquezas em contextos de proteção. Estes contextos são estruturas de ajuda e suporte que cobrem aqueles que são débeis. Aqueles que são fracos precisam estar cobertos pela Igreja, por relacionamentos que os protejam, pois não conseguem manter a libertação sozinhos. A Igreja tem a responsabilidade de ajudá-los. “De maneira que, se um membro sofre, todos sofrem com ele; e, se um deles é honrado, com ele todos se regozijam. Ora, vós sois corpo de Cristo; e individualmente, membros desse corpo” (I Co. 12:26-27).Fazei caminhos retos para que o manco não tropece, mas seja curado …” (Hb. 12:12-13). Somos responsáveis para fazer caminhos que ajudem, que protejam e fortaleçam os que manquejam. E isto vem por estrutura de apoio ou suporte. Estas estruturas podem ser células de relacionamento mais profundo ou podem ser também estruturas de vida como comunidades para solteiros, ou famílias preparadas para receber aqueles que necessitam de apoio espiritual. Mas, de qualquer maneira, não podemos tirar o contexto do corpo do processo de ajuda e libertação para os fracos do rebanho. Buscar a vitória de Deus para a Igreja é uma das responsabilidades de toda a Igreja. Todos devem entrar na busca e na responsabilidade de levar isto à frente. A casa de Deus deve ter toda natureza de Deus. É nossa responsabilidade manter todo este equipamento como proteção na Igreja. Se a Igreja estiver equipada de forma completa, os ministérios que operam nas diversas áreas estarão dando segurança e proteção ao Corpo de Cristo. Para proporcionar esta proteção devemos ter um entendimento correto da posição de fé e autoridade que temos em Deus. Isto nos é mostrado por Paulo como o escudo da fé. A fé total em nossa herança, naquilo que Deus nos deu pela cruz; e que temos tudo que precisamos pela cruz de Cristo e a fé de que o pecado foi vencido pela cruz. “Quanto a vós outros, servos, obedecei a vosso senhor segundo a carne com temor e tremor, na sinceridade do vosso coração, como a Cristo… Quanto ao mais sede fortalecidos no Senhor e na força do seu poder” (Ef. 6: 1-1 O). 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *