O Planeta e o Apocalipse

No final do século passado houve todo tipo de previsão, expectativa e curiosidade da população em função das profecias do final dos dias. O evangelho é claro quando Jesus Cristo nos disse sobre “as dores” referindo-se aos tempos do fim. Todos sabem que serão dias de tribulação e sofrimento, com pragas, terremotos e outras situações inéditas, que nos foram preditas por Jesus, como está em Mateus, no capítulo 24, e em Apocalipse.

Do ponto de vista bíblico e profético, já eram esperadas mudanças da natureza e do ecossistema. O que não imaginávamos é que tudo isso viesse através do esgotamento do planeta.

Segundo pesquisa da WWF e do “Fundo Mundial para a Natureza”, o consumo mundial dos humanos excede em 20% a capacidade dos recursos naturais do planeta. A cada 13 minutos desaparece uma espécie animal, aquática ou terrestre. Ou seja , a humanidade está consumindo todo seu capital biológico. Houve um aumento de 700% do consumo de energia. De 1970 até hoje, houve uma diminuição de 40% das espécies naturais silvestres, 50% das espécies terrestres e marítimas e 40% das aquíferas.

As principais causas para esse desaparecimento são o desflorestamento, a contaminação da água e do ar e do excessivo consumo de energia, principalmente por parte dos países mais ricos.

Estamos falando com base nos números atuais das nações. Já imaginou com todo aumento que está previsto da população mundial? Só o Brasil espera ter mais de 250 milhões de habitantes até o ano 2050. Considerando que, quase nenhum país está fazendo um esforço sério e concentrado na tentativa de conter e organizar seu crescimento populacional, podemos aguardar um futuro bem sombrio para as próximas gerações.

O que era antes uma profecia, agora torna-se também uma previsão científica, “o fim dos tempos está chegando”!

O relatório do Pentágono, divulgado na revista “Fortune” do dia 9 de fevereiro de 2004, mostra que há previsões reais de catástrofes, esperadas especialmente para depois de 2010. Inundações de parte da Europa, terremotos, aumento da temperatura em certas regiões e esfriamento em outras, trarão desorganização ao ecossistema. Existe a expectativa da contaminação da água doce dos principais rios do mundo, como o Amazonas e o Nilo, gerando caos.

Por incrível que pareça, enquanto escrevo este texto, um Tsunami ocorria no oceano Índico fazendo cerca de 200 mil vítimas de vários países do oeste da Ásia. Uma das piores tragédias vividas por esta geração.

Do ponto de vista bíblico, estas coisas não são novas . O que não imaginávamos era que a ciência pudesse confirmar tão cedo tais profecias.


O EFEITO TSUNAMI E O BRASIL


Dentre muito dos efeitos nefastos do Tsunami, temos recentemente, o deslocamento das rotas do turismo sexual para o Brasil.

Em reportagem feita pelo jornal norte-americano “Los Angeles Times”, denunciou-se que agências de turismo da Itália e da Alemanha estariam oferecendo pacotes com serviços de prostituição, inclusive de menores de idade. Algumas dessas rotas eram, anteriormente, direcionadas á Ásia.

Não precisamos dizer que a dor e a calamidade que foi trazida pelo Tsunami ao mundo inteiro e agora o Brasil recebe mais esse efeito direto do fenômeno.

A pergunta é “Porque fatos como esses nos acontecem?”. Como podemos explicar explicar fenômenos naturais com tamanho poder de destruição?

Não podemos nos esquecer que o próprio Senhor Jesus Cristo nos advertiu que, no tempo do fim, “Haveria terremotos”(Mateus 24). Mesmo assim, não nos conformamos a eles. Não temos dúvidas que o Senhor disse que eles viriam, mas não explicou porque eles nos sucederiam.

Quando vemos hoje o desequilíbrio ecológico dos habitats naturais e o avanço da poluição ambiental, sabemos que teremos consequências sérias, embora nos revoltemos com elas.

O planeta está sofrendo e muito, hoje. Caminhamos em passos largos para o caos social e ecoloógico.

Os números nos alertam, tanto no efeito estufa, como na depredação do ambiente natural que nos envolve. Precisamos encontrar um novo caminho de desenvolvimento que proteja nosso sistema de vida no planeta, tanto do ponto de vista social, como ecológico. É preciso repensar a vida moderna, e com urgência!

É preciso encontrar fontes limpas de energia e redesenhar um novo formato de sociedade, onde todos possam ter dignidade e acesso aos bens de consumo básicos.

Provavelmente, ainda teremos muitos outros Tsunamis e países em desenvolvimento, como o Brasil, serão as próximas o’pções para serem explorados, por meio de seu povo ou por seus recrsos naturais. Infelizmente!

O caminho da dignidade e soberania de um povo está ainda longe de nós. Enquanto tivermos famílias necessitadas e adolescentes carentes de educação e trabalho, estaremos sujeitos a opróbrios como esses.

Precisamos trabalhar duro, para que nosso povo não tenha essas necessidades tão básicas e degradantes, porque Tsunamis e outros fenômenos naturais, estão profetizados.


Bispo Rodovalho.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *