OS MINISTÉRIOS DA IGREJA PARTE 1

Quando o Senhor equipou a Igreja com os dons do Espírito, Ele o fez colocando ministérios que atuavam nesta área. O Senhor coloca dons na Igreja. Ele não os deu aos homens que estavam encaixados com outros em Sua Casa. Logo, uma Igreja completa é aquela que atua nestas áreas, por meio de irmãos que possuem estes dons. Cremos que há necessidade destas operações, não apenas para confirmação da Palavra de Deus, como para a própria vida da Igreja. É necessário desenvolvermos o espírito de fé em nosso meio. “… a outro, no mesmo Espírito afé; e a outro, no mesmo Espírito, dons de curar; a outro, operações de milagres; a outro, profecia; a outro, discernimento de espíritos; a um, variedade de línguas; e a outro, capacidade para interpretá-las. Mas um só Espírito realiza todas estas coisas, distribuindo-as, como lhe apraz, a cada um, individualmente” (I Co. 12:9-11). Quando estudamos o tabernáculo de Moisés vemos que as cortinas de entrada para o átrio eram de cores azul, púrpura e carmesim. E estas cores têm um significado especial. Sabemos que o azul significa a alegria do Espírito Santo, o carmesim simboliza o sangue de Cristo derramado por nós, e a púrpura significa as grandes obras de Deus. Isto nos fala das grandes obras que Deus opera na Igreja e que servem de testemunho para o mundo. E, para que isso aconteça precisamos da operação destes dons na Igreja. “A porta do átrio, haverá um reposteiro de vinte côvados, de estofo azul, e púrpura, e carmesim, e linho fino retorcido, obra de bordador…” (Ex. 27: 16). Portanto, cabe a nós buscarmos diante do Senhor o caminho e a bênção de Deus ao mundo, pela Igreja, levando cada irmão a descobrir seu dom para a edificação de todo o Corpo. “Qualquer que ler esta escritura e me declarar a sua interpretação será vestido de púrpura…” (Dn. 5:7). Até hoje, os homens têm entrado nestas operações fora do contexto da Igreja local, e por isto os frutos se dispersaram. Mas Deus quer levantar Sua Casa. É certo que os homens operarão, mas devem estar ligados e comprometidos com a Igreja local, e este trabalho como parte de ação do Corpo de Cristo, que é a Igreja. Hoje temos este desafio de levar a Igreja do Senhor a entrar neste equipamento que o Senhor nos ensina a operar como um corpo. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *