Os ricos e os pobres no Brasil

Em todos os países, têm-se os ricos e os pobres. Aliás, desde os tempos de Jesus Cristo, os homens se separam entre os que têm posses e os que não as possui. Jesus disse:“Porque sempre tendes os pobres convosco, e podeis fazer-lhes bem” (MC. 14:7). Embora Ele não dissera que aquilo era o certo, Ele reconheceu que a administração humana gerava os pobres, em todas as épocas.
No Brasil, em especial, essa disparidade, entre ricos e pobres, é acima da média mundial. Segundo o IBGE, os brasileiros ricos ganham até R$ 44,2 mil mensais, enquanto os mais pobres, apenas R$ 283,00 reais. Parece loucura, mas não é! São 155 vezes mais!
Como nossa sociedade foi formada pela cultura da tolerância, todos aceitam isso com naturalidade. Estamos acostumados com esses imensos abismos de separação entre as classes trabalhadoras. O pior de tudo isso é o fato de não termos, no horizonte, nenhum sinal ou possibilidade de mudanças. Para quem paga salários, mais encargos trabalhistas, o valor é alto. Para quem ganha, é muito baixo.
Na França, a diferença salarial entre o posto de presidente ao funcionário mais simples, é de apenas 10 vezes. No Brasil, deixamos para o governo a responsabilidade de “pagar” os mais pobres, com cestas e com caridade, pois o trabalho honesto não consegue sustentá-los. Isso não está correto, pois o sustento e a cidadania devem ser resultados de um trabalho que gere salário digno.
Enquanto não temos uma estrutura social que transforme essa realidade, é preciso gerar uma nova mentalidade em nosso povo. É preciso ter salários que tragam credibilidade e saúde financeira à nossa sociedade. Uma sociedade justa se constrói com respeito e justiça aos trabalhadores desse país.

Robson Rodovalho.

2 thoughts to “Os ricos e os pobres no Brasil”

  1. Oi BispoEu fico pensando sobre a desigualdade no Brasil e vejo o que esta acontecendo no Senado com determinados políticos.O político com 40 anos de vida publica.40 anos! Neste tempo quantas pessoas o homem que se ”profissionaliza” nesta área (publica) poderia ajudar e quantas leis poderia fazer para melhorar as diferenças sociais? Creio que muitas.O problema é que os interesses pessoais ou ate de categorias organizadas estão acima do coletivo e aquela fachada que eles construíram sempre cai e aparecer a podridão em que eles se metem e fica claro que precisamos com urgência de pessoas comprometidas com os mais necessitado deste pais. Precisamos mudar o Congresso Nacional com urgência.Elsio

  2. Oi BispoEu fico pensando sobre a desigualdade no Brasil e vejo o que esta acontecendo no Senado com determinado político.O político com 40 anos de vida publica.40 anos! Neste tempo, quantas pessoas o homem que se ”profissionaliza” nesta área (publica) poderia ajudar e quantas leis poderia fazer para melhorar as diferenças sociais? Creio que muitas. O problema é que os interesses pessoais, a ganância por poder estão acima dos interesses coletivo.Sempre vai aparecer um podre em que eles se metem.Fica claro que precisamos com urgência de pessoas comprometidas com os mais necessitado deste pais. Elsio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *