VITÓRIA SOBRE O DIABO PARTE 2


Em segundo ele despojou-o. Despojar é diferente de vencer. Despojar fala de tomar seus bens e sua força. Nas escrituras Jesus diz que o amarraria primeiro e depois o despojaria, saqueando seus bens. E Ele fez isso. O Senhor nos diz que não precisamos temer e devemos orar ordenando e apoderando-nos das vidas que estão presas, cativas pelo inimigo. Elas, por direito, pertencem ao Senhor Jesus, pois ele tomou os bens do inimigo. “Ou como pode alguém entrar na casa do valente e roubar-lhe os bens sem primeiro amarrá-lo? E, então, lhe saqueará a casa” (Mt. 12:29). A palavra “despojar” fala de tomar as armas, retirar a proteção, deixar o inimigo inofensivo. A palavra aqui utilizada é PEKDNOMOI, que significa desarmar. Sim, na cruz Jesus tirou o poder do diabo e quebrou sua ação. A Igreja possui a herança que é o Senhor Jesus. Os discípulos se maravilharam pelo poder e autoridade que tinham. Os demônios saíam e se submetiam às suas ordens. E Jesus disse: “… Vos dou autoridade para pisardes em serpentes e escorpiões…”, que são castas de demônios, “e para pisar todo poder do inimigo, e nada vos fará dano.” (Lc. 10:17-20). É isto que a Igreja precisa entender. Jesus venceu Satanás e retirou a sua força para agir. Nós temos o poder e a capacidade para, em nome de Deus, tomá-lo ineficaz tanto na vida de outros como em nossas próprias vidas. A última coisa que Cristo fez, voltando a Cl. 2:15, foi “o expôs ao desprezo, publicamente”. A palavra no grego aqui usada é DEIGMATIDZO, que significa desmascarar. A idéia é mostrar a todos, publicamente, a verdade da história. Jesus não tinha apenas que vencer o diabo e despojá-lo, mas também mostrar a todos a verdade dos fatos, e do poder do diabo. Jesus deixou claro a toda a humanidade que Satanás estava agindo com o poder que usurpar de Deus. Mas a partir daí isso não tem mais nenhum efeito sobre os homens que usam o nome de Jesus, portanto, decididamente Cristo. venceu, triunfou e expôs publicamente o diabo. E a sua derrota na cruz leva-nos a ter fé e autoridade sobre ele. “Tu eras querubim da guarda ungido, e te estabeleci; permanecias no monte santo de Deus, no brilho das pedras andavas”. A Igreja possui esta vitória como herança. Não precisa aceitar o inimigo operar em nenhuma esfera: nem por dentro nem por fora dos homens. Temos a autoridade necessária para vencê-lo. 

One thought to “VITÓRIA SOBRE O DIABO PARTE 2”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *